dezembro 31, 2010

O último de 2010

4 tortas de limão

Fiquei assustada quando me dei conta que já era 31 de dezembro. É meio clichê dizer "como o tempo passou rápido!", mas não há sensação mais verdadeira que essa quando o ano está prestes a acabar. Só tenho que agradecer, esse foi o melhor ano de todos até agora, e espero que 2011 não deixe a desejar.

O meu 2010 foi assim:

2010 foi o ano que resolvi arriscar perder muitos amigos para descobrir um lugar novo, com pessoas novas, tudo novo.
E descobri que valeu a pena arriscar, porque além de conhecer gente nova, continuei com meus amigos de antigamente: eu não os perdi.
2010 foi o ano que aprendi que não posso ser boa em tudo.
2010 foi o ano que descobri que existem sim pessoas cruéis que só querem ver o mal dos outros.
Mas conheci pessoas maravilhosas, que sempre pensam mais nos outros do que em si mesmas.
2010 foi o ano que consegui manter um blog por mais de 3 meses (DEZ MESES!)
2010 foi o ano que mais consegui sorrir.
2010 foi o primeiro ano que não tive meu coração partido por algum idiota.
2010 foi o ano que resolvi lembrar das minhas antigas manias e descobrir novos talentos, que eu achava que nunca acharia.
2010 eu voltei a desenhar e escrever depois de 3 ano sem sequer tentar fazer de novo.
2010 foi o ano que mais tomei cafeína em toda a vida.
2010 foi o ano que conheci leitores incríveis e ganhei a minha primeira carta escrita pelo correio na vida.
2010 foi o ano que descobri que amigos são para sempre, mesmo com desavenças e encrencas, amigos de verdade nunca te abandonam.
2010 foi o ano que dei o abraço mais apertado do mundo no meu melhor amigo, e ele que não ouse ir embora.
2010 foi o ano que comecei a acreditar no destino.
2010 não tive que ir ao hospital 65451321 vezes por causa de alergias e essas merdas de problemas no organismo.
2010.
Foi O ano, o melhor da minha vida.

Um post meio grandinho e egocêntrico, mas foi para fechar o ano mesmo que agradeço a vocês por isso, se não fosse por vocês eu não estaria aqui com essas palavras mal escritas, mas de coração.
Vocês são fodas demais!

Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 27, 2010

Talvez

3 tortas de limão
 E se eu permitisse que você existisse?
Não só você, mas eu e você?
A palavra amor continua sendo uma tremenda bobagem na minha cabeça, mas há horas que ela faz sentido. E nessas horas ela torna a não ter sentido algum e torna-se banal.
Mas um “mal necessário”.
Oh, mas entenda de que tipo de amor estou falando, por favor.
Falo do amor que possa incluir eu e você.
Talvez não seja banal ou bobagem, talvez este seja medo. Um medo profundo de arriscar e sentir as batidas...
Tum tum, tum tum...
Do meu coração batendo com sua presença.
Medo de ter aquele desejo insaciável e sentir asas...
Flap flap, flap flap...
Das borboletas no meu estômago com seu abraço.
Mas pode também ser tudo uma bobagem, palavras jogadas no papel, escritas para matar o tempo de um dia que as horas parecem correr depressa, mesmo com absolutamente nada para fazer.
Não é pecado algum mudar de idéia de vez em quando.
Não, não mudei de idéia.
Mas a idéia de ter você é bastante tentadora, admito.
Talvez valha um pouco a pena.
Eu e você.
Não acha?


Desculpa a falta de post, é que com essa coisa toda de fim de ano, não tive tempo nem  de ir comprar um band-aid (e eu estou devendo essa band-aid faz um tempão, mas hoje mesmo eu compro). 


Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 24, 2010

Feliz natal!

3 tortas de limão
o desenho e a edição não ficaram bons, mas o que vale é a intenção, né?
Desculpem por não ter algo mais elaborado ou bonito, é que não sou uma pessoa muito natalina, se me permitem dizer. Mas desejo a vocês um ótimo natal, com a família reunida, muita felicidade e saúde, de coração!

Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 21, 2010

Meu amor, teu amor

8 tortas de limão
“Amar incondicionalmente não significa ser correspondido”.
Tentei lhe dizer diversas vezes a mesma frase, mas quando abria a boca, as palavras simplesmente não saíam. O medo de perder a sua afeição, o seu sorriso, eram maiores que a minha vontade de ser sincera. Apesar de ser uma frase óbvia, você não a interpretava muito bem, e erros de interpretação causa catástrofes, maiores do que você imagina.
E há outro problema também: somos egoístas.
Meu medo de te magoar era maior que minha vontade de ser livre dos seus caprichos. Doía-me a consciência e o coração só de imaginar você sofrendo, só de imaginar que eu poderia te perder.
Admiro sua persistência, sua vontade de provar que ama.
Mas isso não muda sentimento algum, mantêm-se os mesmos. Seu amor incondicional é diferente do meu, e você não entende.
Talvez eu também não entenda, ou até o faça demais. Deixei de viver para não perder você, para não magoar você.
Você alega ser essa sua alegria e vida, mas como fica a segunda pessoa? Como ficam os sentimentos alheios e bilhões de pessoas do planeta, prontas para amar e serem amadas, assim como você?
Oh, isso não significa que eu não o ame.
Mas meu amor é diferente do seu, por favor, entenda.

Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 20, 2010

Então Caco...

5 tortas de limão
  É o seguinte: eu finalmente consegui fazer o desenho. É, eu consegui. Não ficou exatamente como eu imaginei que seria, mas consegui, e ficou legal. Se você não gostar, bem... eu gostei, é isso que importa. Se você não quiser ele pintado eu te mando em P&B. Amo você. Tchau.
Desenhei pro Cacoit

Olive disse: Você vai ficar rica fazendo isso.
Será mesmo que fico rica? hm.

Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 18, 2010

Inspiração - Férias!

5 tortas de limão
 Férias, férias. Como não vou viajar (pelo menos não nesse ano) o que vou ficar fazendo? Ler, escrever, e principalmente, fotos.
E como todos aqui adoramos fotografia, nada melhor que algumas fotos para nos inspirar, até mesmo aqueles que vão viajar para lugares lindos cheios de verde ou de areia. Escolhi algumas, quer dar uma olhada?

Bokeh é uma das minhas técnicas de fotografia favoritas. Deixa um ar de suave à foto, fora que deixa tudo mais lindo!
 FOTO1                FOTO 2               FOTO3

Fotos na chuva são bastante democráticas, pode-se passar sentimentos de tristeza a alegria, mesmo com a chuva, tudo depende de onde, quando e com quem você faz a foto.
  FOTO1                FOTO 2               FOTO3

No We♥It é cheia destas, garotas e garotos com fotos tiradas no meio da rua ou estrada. Pode-se sair coisas bem legais, dependendo da sua criatividade!
   FOTO1                FOTO 2               FOTO3

Fotos na janela são sempre fotos suaves. Pode ser um dia nublado, ensolarado ou chuvoso, janelas são ótimas para a iluminação suave da foto e para expressar dos mais derivados sentimentos.
   FOTO1                FOTO 2               FOTO3

Pés! Incrível como podem sair fotos lindas usando apenas eles!
   FOTO1                FOTO 2               FOTO3

 Difícil não babar em uma fotografia de silhuetas, o pôr-do-sol ou o nascer do sol favorecem sempre na hora dessas fotos, e se você estiver viajando para uma praia o efeito é bem mais legal!
  FOTO1                FOTO 2               FOTO3

É soltar a criatividade, chamar os amigos para fazer junto e fotografar!
Espero que tenham gostado do post!

Super beijinhos,
Hoho'n

Todas as fotos foram tiradas do We ♥ It

dezembro 14, 2010

Mãe, eu quero ser Designer Gráfico!

9 tortas de limão
 Fazia tempo que queria falar desse assunto aqui...
Não mãe, eu não quero ser enfermeira ou médica... não, também não quero ser professora, é uma profissão legal, mas não... eu sei que eu amo cachorros, mas veterinária? Jornalismo é uma profissão legal, eu gosto de escrever e tudo mais, mas... hm... acho que...

Com o novo layout e o banner que fiz para um blog, algumas pessoas comentaram "Hoho'n, porque você não investe e trabalha nisso?".
Quem foi que disse que não quero trabalhar nisso?
Eu cresci procurando "o que eu queria ser quando crescer". Só que, apesar de eu ser a senhorita clichê, eu não queria nada clichê. Não queria ser médica, nem veterinária, nem professora, muito menos modelo (nada contra, muito pelo contrário, mas eu sempre tive noção que eu nunca seria magra e alta, questão de simancol). Eu ficava muito frustada quando via um monte de gente que "já tinha noção do que queria ser" e eu não fazia a menor ideia.
Todas essas pessoas passavam pela mesma frustação que eu. Mudaram de ideia, muitíssimas vezes, como eu.
Quis ser arquiteta (gosto de fazer projetos de casas, acredite), já quis ser jornalista (eu gosto de escrever, como podem ver), já quis trabalhar com mecânica... mudei de ideia.
Sempre gostei de desenhar.
Sou fascinada por capas de livros.
Sou obcecada por design de blogs e sites.
Caramba, como não pensei nisso antes?
No meio desse ano eu decidi (finalmente) que queria trabalhar com design gráfico.
But... What the hell is this?

Design gráfico é o processo de comunicar visualmente utilizando textos e imagens para apresentar informações. A prática de design gráfico involve um espectro de habilidades cognitivas, estéticas e habilidades em tipografia, artes visuais e diagramação de páginas. Como outras formas de design, design gráfico geralmente se refere aos processos (designing) pelas quais a comunicação é criada e produtos (designs) que são gerados.
(Wikipedia – Graphic Design)

 Pode parecer bobo para algumas pessoas, mas para mim, isso é completamente fascinante, eu sempre gostei disso, sempre mesmo. Porque eu faria outra profissão além dessa?
Colegas que se preocupam com meu futuro nos comentários (será mesmo? HAHA), vocês só me ajudam a concretizar que essa é a área que eu quero MESMO seguir atuando. Design gráfico, aqui vou eu!

Pra quem quer saber um pouco mais sobre o que é design, leia esse post SUPER no Design Blog!

Design! É isso, é isso, mãe!!!

Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 11, 2010

O vazio breu

4 tortas de limão
  Agora, sentada na varanda da minha casa, observando o céu no final de tarde, lembro-me de uma pessoa que a pouco começou a me instigar, profundamente.
Tão fascinante quanto esse pôr-do-sol. Minutos atrás as cores estavam de um jeito e agora, ao olhar para o céu novamente, vejo que o céu escureceu levemente, sem deixar de ser dia.
Ações desencadeando reações. Mistérios ocultando mistérios.
Aqueles olhos negros se mostram repletos de um vazio tão profundo que me instiga. Como pode par de olhos ser repletos de nada?
Toda a vez que olho bem fundo em seus olhos, ou simplesmente, o observo enquanto dorme o encontro completamente frágil, inundado na mais profunda solidão. Nessas horas, tenho vontade de abraçá-lo, de consolá-lo, como se assim eu pudesse fazer com que ele parecesse menos sozinho.
Era de um fascínio tão grande que não conseguia tirar meus olhos dele. Cheguei a pensar que era alguma espécie de paixão platônica, mas não. Havia algo além do meu entendimento que rondavam aquele rapaz, que me faziam ter a estranha necessidade de protegê-lo de tudo e de todos. Protegê-lo principalmente daquela solidão que parecia assombrar seus sonhos enquanto eu o observava dormir.
Solidão.
E o mesmo fascínio se estendia por traz das asneiras que diz, quando acordado. Por traz daquela necessidade de parecer ridículo, enquanto seus olhos pareciam gritar socorro.
Socorro.
Somente eu tenho essa impressão? Essa necessidade absurda de saber os pesadelos que pareciam estar sempre presentes nos seus sonos?
Enquanto refletia, o sol se punha, e de minuto em minuto, o céu ficava mais escuro, até o breu.
Vazio e negro.
Como aqueles olhos. Exatamente iguais.


Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 09, 2010

Playlist - Do fundo do baú

4 tortas de limão

Eu estava em uma daqueles dias que você não tem nada para fazer no computador, mas não está a fim de sair da frente dele. Então quando a gente não tem nada para fazer, a gente escuta música, já que estava com vontade de dar uma renovada na minha playlist (que faz muito tempo que não posto, por sinal) e comecei a lembrar de músicas que não escutava fazia muito, muito tempo. Não deixa de ser uma renovação de playlist.
Quem já não ouviu pelo menos 2 músicas nessa playlist? \o/

Yellow - Coldplay

Crystal Ball - Keane

Lights and Sounds - Yellowcard

Like a stone - Audioslave

Você me faz tão bem - Detonautas

Somebody told me - The killers

Wherever you will go - The Calling


Curtiram a playlist? Tem mais alguma música que vem de lá do fundo do baú?
Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 07, 2010

Hoho'n cleaned the mess!

5 tortas de limão
 Finalmente, mudei o lay do blog. Deu trabalho, porque eu baixei um lay e mudei um monte de coisa, mas valeu a pena, porque eu gostei muito. Pelo menos aprendi um pouquinho (pouquinho só) de html. Finalmente.
Ainda falta umas coisinhas para ajeitar, mas o geral está pronto.
Tem páginas novas no blog e as páginas que tinham tiveram modificações (nem todas estão prontas ainda). Estou preparando alguns posts, alguns já estão prontos... estou a todo o vapor nessas férias, rs.

Enquanto isso no blog da Olive, o Enchant, está de cara nova, e adivinha quem fez o banner?
Quando eu tinha mudado de banner no lay anterior, ela tinha comentado que tinha adorado (eu não tinha gostado muito, mas tudo bem) e falou "bem que você poderia fazer um pra mim, né?". Eu achei que ela tava brincando,  peguei e fiz, na brincadeira mesmo, porque 1º que o blog dela é muito super e 2º eu adoro dar presentes (gosto mais de dar presentes do que receber) e não tinha problema nenhum fazer um banner pra ela. O problema era ela gostar do banner, mas já que ela gostou, quem sou eu para questionar.
E outra: ter um banner desenhado e editado por mim no meu blog favorito não tem preço.
Se quiserem dar uma olhada de como ficou, só clicar aqui.
E quem não lembra de que banner anterior que eu to falando (sério mesmo que você não lembra?) é só clicar aqui.

Acho que é só.


Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 06, 2010

Hoho'n is cleanin the mess!

4 tortas de limão

Finalmente, férias!
Então, estou tirando esse tempo para arrumar a bagunça, durante o ano eu viro tudo de ponta cabeça e se eu não arrumar agora, não arrumo nunca mais.
Inclusive o blog.
Eu sumi, to arrumando ainda. Mas não dura muito tempo, eu juro. Logo logo tem novidades ai (aleluia né?).
Bom, acho que é só.
Super beijinhos,
Hoho'n

dezembro 02, 2010

Sobrevivente

2 tortas de limão


 Emocionante.
Foi um ano que passara por altos e baixos. Especificamente para aquela menina, começara nos altos e terminara da pior forma possível. Era fim de ano, e a única coisa que ela podia pensar era que ela era um tremendo fracasso.
Fracasso.
A única coisa que aquela menina conseguia fazer era escrever. Já não podia mais desenhar, abandonara o habito e não conseguia dizer uma palavra sequer sem que lembrasse seu fracasso.
Doía-lhe falar, então escrevia.
Debruçava-se sobre a janela e chorava, como uma criança.
Fracasso. Fracassada.
Evitava falar de sentimentos, evitava falar de emoções, porque temia que as fizesse soar piegas. Tudo o que sentia era piegas demais para ela e somente ela. Bastava.
Chega de “ridiculamente emocional” por hoje, ela disse a si mesma.
E assim ficou, calada, durante um bom tempo, passando noites em claro e chegando ao ponto de doer-lhe o peito e os olhos de tanto chorar e amargurar-se diante de um feito que fora e não fora sua culpa.
Fracassada. Culpada.
Fora um ano emocionante. Emocionante em todos os sentidos, ângulos e polaridades existentes.
Era ano novo. Devia ser.
Fracasso.
Não, vida nova.
E numa noite escura de verão, a garota olhou aos céus com lágrimas nos olhos fitando a chuva de cores dos fogos de artifício. Ela pediu (pediu não, implorou), por favor, se existe algum Deus, faça com que o ano que se aproxime seja o melhor ano de minha vida. Faça com que eu não fracasse, e que não haja mais dor aqui dentro.
Com a mão sobre o coração, sentou sobre os joelhos e chorou.
Chorou de tristeza, chorou de amargura, chorou de raiva.
E como que ouvindo suas preces, foi o que aconteceu.
Chegaram mudanças, consequências, mas acima de tudo, felicidade. Ela descobriu quais foram as pessoas que sempre a amaram e conheceu pessoas que passariam a amá-la da mesma forma. Descobriu que tudo aquilo que a fizera chorar seriam motivos para lágrimas de alegria, e que um abraço forte seria a mensagem de que ela nunca tinha fracassado, mas lágrimas teriam de ser derramadas para que a mesma percebesse isso.
Descobriu que arriscar é importante, e que quando se ama alguém de verdade, não há riscos que não rendam bons resultados.
Descobriu que se você volta com cicatrizes, isso significa algo bom, pois mortos não possuem cicatrizes como as cicatrizes de uma sobrevivente.
E percebeu que mais um ano se fora, com a mesma velocidade com que passara o anterior.
Suas preces foram atendidas.
No início do ano que se sucedia, ela não pediria um ano melhor que aquele.
Ela sentou-se sobre os joelhos e chorou.
E agradeceu, seja lá quem ou o que a tenha ouvido.

2009-2010 foi a passagem de ano mais emocionante da minha vida, não tenho dúvidas que essa nova passagem de 2010-2011 será ainda mais.
Estou escrevendo esse texto para agradecer. Minhas preces foram atendidas.
Porque eu realmente não fracassei. Eu sobrevivi.


O que você deseja para o ano que vem?

Super beijinhos,
Hoho'n