outubro 07, 2010

Caos


Absolutamente tudo ao meu redor estava desmoronando.
Seja lá qual fosse o lugar que eu olhasse, havia destruição. O mundo estava indo a caminho do mais profundo desespero. Tudo acabando de forma violenta e ao mesmo tempo.
Um caos.
Todos os acontecimentos daquele momento pareciam os sinônimos de inferno na Terra. Nada fazia sentido.
Eu estava no centro de tudo aquilo, sentada sobre meus pés e lágrimas nos olhos.
Mas eu não chorava pela destruição ao meu redor. Pouco me importava se tudo estava indo pelos ares.
Mas lá estava eu, tropeçando nos meus soluços, resultado de lágrimas que pareciam intermináveis. Olhava para minhas mãos e tentava entender o porquê.
Em minhas mãos pousavam centenas daqueles cacos de vidro. Alguns as machucavam, mas nada comparado com a dor do vazio em meu peito.
Pouco me importava os machucados em minhas mãos.
Nada importava.
A não ser os pedaços do coração que se encontrava em minhas mãos.
Do meu coração.

Dramático... e antigo.
Super beijinhos,
Hoho'n

3 comentários: